sábado, 29 de dezembro de 2012

EMBRIAGUEZ TECNOLÓGICA DA MENTE JOVEM


O menino acaba de acordar. Sem falar com ninguém, nem se alimentar vai direto ao video game. Olhos fixos a telinha, aparentemente inocente e alegre. O menino pode optar pelos jogos de rua, pela natação na piscina que tem em casa, brincar com tres caozinhos, visitar os visinhos, folhear revistas ou livros dos vários estantes da casa em que mora. Claro a violência simbólica do consumo e da mídia o hipnotizaram, como tantos meninos e até jovens com os chips rítmicos, ou youtube do mercado curiosity.
Naõ sou contra a tecnologia. Não. Opto por ela sempre que me liberta de alguma dor ou limitação. Não aceito que meus semelhantes sejam escravizados pela tecnologia atual que está claro que visa o lucro dos oligopólios do mercado oprimente.( Solivellas, Perelló, Empresa Escola, Puc. Minas, BH. 1984- Pedagogia do Estágio: experiências de formação profissional. Imprensa Oficial, BH, 1998- Na dança das sereias, Cemper, Sete Lagoas, 2006)
A imagem desse menino real revela outra trágica realidade, já constatada pelas pessoas que ainda pensam por elas mesmas. A educação, há tempos, que se limita a servir ao mercado consumista. A educação não mais é humanista. É tecnológica e serviçal aos bens descartáveis do comércio e dos serviços.
Pior ainda. quem se atreve a falar e até a suplicar para uma educação humanista os mercenários da educação mercantil gozam com despreço olímpico.
A indignação dos jovens e de famílias do mundo já iniciaram a reação contra essa educação idiotizante.
Eu sou um lutador solitário na procura constante de uma educação libertadora e culturalmente bela como os bens naturais do universo e do firmamento infinito. Aos poucos os inconformados pela falta de liberdade na educação e nas opções essensiais da vida se juntam a gente formando movimentos culturais e sociais que, apesar das incompreensões, tentam continuar.
O mercado de consumo conta com todos os apoios das instituições que sustentam a sociedade, porque essas instituições são  bem pagas pelos donos do mercado. Mas , nesse mundo, nada é eterno, a população já se movimenta para a mudança radical.
Tecnoçlogia , sim. Liberdade mais. Cultura sempre e diferente, pois cada obra de arte é uma revelação divina.   

sábado, 15 de dezembro de 2012

COLÉGIOS, EXTENSÕES DO LAR


A sabedoria dos fatos dessa fileira de crianças, ainda vivas, porém apavoradas, no 24 massacre, em 20 anos, perpetrados sadicamente em colégios dos EEUU instam a uma mudança radical do espaço escolar, colegial e universitário do mundo. Há anos que os alunos das escolas de todos os níveis e de todos os países demandam mudança na educação.
Segundo reza a Constituição da República do Estados Unidos do Brasil, a educação é deber do Estado e da Família. Estas duas instituições, base da sociedade humana na atualidade falham nesse princípio, como se demonstra por esses fatos. Não se trata de julgar ninguém. "Quem julga, ensina Guimarães Rosa, no Grande Sertão: Veredas, já morreu". Se trata de ter a coragem de mudar o sistema escolar que já foi mais do que provado que não funciona. O Estado não dá os recursos financeiros e humanos suficientes. As famílias, vítimas do consumismo do sistema produtivo ultrapassado, cuidam mais de trabalhar para pagar escolas e cursos extras e impostos e deixam a educação permanente e humana para o espaço escolar e social que , por sua vez, é uma copia do ambiente produtivo das empresas. Até , há anos , que se publica constantemente: educar para o trabalho.
A pessoa humana se cria para ser feliz e fazer feliz aos outros. O trabalho humano é atividade criativa, conforme as habilidades pessoais e sociais dos indivíduos e das comunidades. Trabalhar como a arte é um prazer. É um jogo como a vida. Jamais uma concorrência competitiva e elitista, como se  insiste nos cursos do sistema capitalista atual.
O problema da educação humana não é econômico é político.
Por que EEUU. atualmente já organiza viagens de turismo à lua no valor pessoal de bilhões, ou gasta bilhões em guerras e fabricação de vendas de armamento?
Urge o Estado e a Família de cada país pararem e iniciarem um diálogo aberto e sincero na busca de uma educação mais humana e menos técnica e competitiva que , como mostram os fatos, mata e mata e matam corpo, mas antes já mataram as almas que desesperadas provacam esses accidentes. previstos. Não culpem a Deus que Ele nada tem a ver com isso. Esse inferno dantesco é criado pelos homens que fundamentam um sistema produtivo assassino. O mundo é de todos e todos somos feitos para cuidar dele e de seus filhos  e irmaos felizes aquí, pois o paraíso perdido pode ser achado aquí, bem perto. É só querer, de fato. Os colégios foram organizados pela continuação do amor familiar e social fraternal.Voltemos ao origem já.

domingo, 9 de dezembro de 2012

NOVA LENDA


Oscar Niemeyer hoje, dia 7 de dezembro, há regressado à terra que o criou, Rio de Janeiro, terra de montanhas, morros, vales, rios, mares, florestas, escritores, poetas, artistas, aventureiros, turistas e mulheres exuberantes igual às curvas da natureza carioca e ondas do mar Atlântico.

            Até hoje Oscar era história. Agora passou a ser uma LENDA, um mito, como o deus sol, a amada lua e a cintilante estrela das noites românticas nas noitadas agitadas da cidade maravilhosa. A partir de hoje ostenta mais uma maravilha humana.

            No Brasil e no mundo muito, se escreveu, publicou e proclamou, desde a notícia de sua morte no dia 5 de este mês, o último do ano convencional. As palavras, as imagens e as solenes e merecidas cerimônias e homenagens seriam ouvidas por milhões de habitantes, por alguns artistas plásticos, por bastantes comerciantes das grandes galerias e por alguns alunos ou orientandos.

            Os familiares abrem, generosamente, os muitos projetos encomendados, alguns já iniciados e outros ainda a espera. Mas todos os responsáveis das sagradas encomendas mostraram a responsabilidade de concretizar as geniais idéias do Mestre criativo de cidades, prédios, edifícios públicos, monumentos, pinturas, livros e universidades fundamentadas na sociedade capitalista, sinalando com arte e poesia a vinda de uma sociedade em que a beleza seja sempre o destaque natural. O ponto geométrico é infinito. A linha reta não tem fim. As curvas, descobertas pelo mestre, geram a vida quente concreta e invitam sempre aos sentimentos gozosos que envolvem  toda curva física, sobressaindo as curvas humanas que Ele tanto admirou, amou e até hoje faz levantar os humores a todo ser sensível.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

GOVERNO POPULAR


Em honor a verdade e sem medo de errar, a reeleição do Presidente dos EEUU, Barak Obama, mais uma vez, prova que  a democracia se apóia na população como um todo.

            Quando a população sob coação da ignorância, compra e venda, retorna de favores, promessas de bens elegem um candidato, não é democracia. É demagogia da pior espécie, porque quem ganha são os grupos dominantes da comunidade que sustentam uma ditadura em aparências de democracia. O povo nunca chega a participar dos bens que ele mesmo sempre produziu e continua produzindo, apesar dos cantos das sereias das financeiras que manipulam o capital e ainda se alardeiam de que “ o capital trabalha por você”. Esse pensamento é a prática que jogou a sociedade pós-moderna no caos que ainda se convive mundialmente.

            O presidente reeleito, por mais quatro anos, confirmou o fundamento da democracia quando no discurso da vitória disse claramente e com entusiasmo: “Esta nação, a mais poderosa do mundo, não foi feita pelo dinheiro, nem pelos exércitos. O seu poder está na força da população consciente e vigilante.”

            O pensamento e a prática do presidente Obama, senhor do mundo, é totalmente oposto a mentalidade e a ação de muitos países que usam o regime democrático de governo para fortalecer ainda mais as minorias de senhores dos grupos dominantes, conhecidos como oligopólios do poder nefasto e necrológio.

            As nações que ainda vivem subjugadas pelas ditaduras dos oligopólios, varias delas já iniciam a formação de lideranças das bases populares a fim de , aos poucos e sempre, poder perceber a potência do conhecimento pessoal que possuem, independente do grau de estudos. Inteligência é natural, dada. Estudos são acessórios que possivelmente podem favorecer o conhecimento individual e social.
            Pobreza jamais foi sinônimo de ignorância como a população marginal dos Estados Unidos demonstra. Sempre que a população pobre erra no voto jamais é por ignorância e, sempre é, por manipulação dos ditos poderosos, como se observa em muitos estados de nosso meio.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

REPORTAGENS E ARMAS MATAM CIVILES



Sim, leitores amigos!
A cada dia reportagens de todos os grandes informativos mundiais notificam com palavras e imagens os fatos da morte de civís, desde crianças, a mulheres, donas de casa, velhos e, claro, os soldados, paramilitares e militares de todo grau.
Os países do mundo vivem em estado de guerra civil usando os métodos nefastos de assassinatos, invasões, assaltos , secuestros e balas, muitas balas que surpreendem até em templos.
A foto mostra o assassinato de uma criança, levada nos braços do pai que grita:
Que mal fez meu filho?
O pior é que esses fatos já passaram a serem tão corriqueiros que são vistos pela massa como algo normal da sociedade, quase como um partido de futebol,ou um desfile de moda; é Caim que mata o Abel, porque era bom aos olhos de Deus.
Se acredita que os bons atrapalham a sociedade e que quanto pior , melhor
Parece que a massa do mal supera a massa do bem,
Ainda bem que as aparências sempre enganam, mas os fatos reais doem. doem mesmo.
Até quando o povo suportará esse estado???

terça-feira, 6 de novembro de 2012

ELEIÇÕES AMERICANAS: INFLUÊNCIAS


HOJE, 06 DE NOVEMBRO ACABAM AS ELEIÇÕES NOS EEUU, DONOS APARENTES DO MUNDO.
HA DIAS QUE AS INFORMAÇÕES NACIONAIS E INTERNACIONAIS SE AGITAM ANTE UM ACONTECIMENTO POLÍTICO QUE, AFIRMAM, TIENE REPERCUSSÃO MUNDIAL.
SERÁ?
EU, VOCÊ QUE VANTAGENS TEMOS NO RESULTADO APERTADO QUE SE VATICINA?
AS NAÇÕES DO MUNDO MUDARÃO NO SEU MODO DE VIVER , DE SER E DE AGIR?
JORNALISTAS, POLÍTICOS E OS DITOS CIENTISTAS AFIRMAM QUE ESSAS ELEIÇÕES INFLUENCIAM NAS RELAÇÕES INDIVIDUAIS, SOCIAIS E POLÍTICAS DOS POVOS DA TERRA.
EU PARTICULARMENTE NÃO ACREDITO NA DENSIDADE E QUALIDADE DESSA MUNDANÇA DE FIGURA PRESIDENCIAL AMERICANA.
VEJA E PENSA, SE QUISER.
O CANDIDATO OBAMA QUE BUSCA A REELEIÇÃO É DO PARTIDO DEMOCRATA QUE SE DIFERENCIA DO PARTIDO REPUBLICANO SOMENTE NUMA TENDÊNCIA MAIS SOCIAL DE CARA AO POVO, EM GERAL.
O CANDIDATO ROMNEY, DO PARTIDO RUPUBLICANO TENDE PARA OS GOSTOS REFINADOS E EXTRAVAGANTES DA POPULAÇÃO RICA DOS EEUU.
AI PARAM AS DIFENRENÇAS E IGUALDADES. OS DOIS CANDIDATOS, DE FATO, REPRESENTAM OS INTERESSES DE GRUPOS PODEROSOS MILITARES, CIVIS, E COMERCIANTES QUE SOMENTEM BUSCAM SEU BEM ESTAR NO ESPAÇO DO ESTADO E NADA MAIS. POUCO MUDARÁ PARA OS OUTROS MORTAIS QUE ASPIRAM VIVER UMA VIDA DE QUALIDADE E , SOBRETUDO DE PAZ E BEM MERECIDA.
DE TODAS MANERAS JAMAIS PODEMOS PERDER A ESPERANÇA EM MUDANÇAS QUE SIGNIFICAM MELHORIA DE VIDA REAL PARA TODOS OS POVOS.
ASSIM ESPERO, E REZO E COMO!!!

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

SINCEROS PRAZERES DA VIDA


 

                                                SINCEROS PRAZERES DA VIDA

SOMOS A GRUPO DE VIZINHOS DA RUA.

 A IMAGEM, MESMO SENDO DE NOITE, MOSTRA ROSTOS SORRIDENTES, SATISFEITOS, VONTADE DE APARECER.

 SER CADA VEZ MAIS GENTE DÁ MUITO PRAZER. AS COMIDAS E BEBIDAS, MÚSICAS, DANÇAS E CANTICOS DO GRUPO MANIFESTAM, SIMPLESMENTE, QUE A AMIZADE É POSSÍVEL.

ESTE GRUPO DE AMIGOS ALÉM DE, PERIODICAMENTE, REUNIREM-SE PARA TRATAR DE TEMAS DE SEGURANÇA PESSOAL E SOCIAL NA RUA, BAIRRO E CIDADE, SE CONCENTRAM PARA  COMUNICAR A AMIZADE COMO BASE DOS PRAZERES DA VIDA.

A VIDA É GERADA PELA GENTE. É ISSO AI.

 CONHECER-SE. CUIDAR DOS OUTROS. COLABORAR E SOBRETUDO PARTICIPAR  SEMPRE.
 AS RELAÇÕES SOCIAIS FORMAM A RELAÇÃO SAGRADA QUE MANTEM A VIDA DA GENTE E DA COMUNIDADE E ATÉ DO MERCADO.  SEM RELAÇÕES NADA EXISTIRIA NESSE MUNDO QUE CONTINUA AZUL MARINHO, VERDE VERDEJANTE E DOURADO DO SOL QUE ESQUENTA AS VEIAS DA GENTE E O AR QUE ASPIRAMOS OFEGANTES NOS CONTATOS IMEDIATOS COM TODA PESSOA RELACIONADA.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

SEXO LIVRE


Meus melhores companheiros são três cãezinhos, um casal de yorkshires e um lindo pastor alemão, puro pedigree.  Os três cães, mesmo sendo de raça distinta, convivem em perfeita harmonia e admirável diálogo canil.

            Como acontece periodicamente a fêmea yorkshire ficou nos dias do cio. O mancho de modo normal subia nela e a penetrava, ficando agarrados ems tempo predeterminados pela natureza. A quietude mítica entre eles impressionava. Quando se separavam e o macho, delicadamente, se afastava da fêmea e demorava. observo, admirado, que esta se aproximava do macho e sobe nele, imitando os movimentos instintivos do macho, mas como não conseguia penetrar, pela diferença sexo, ela balançava a perninha direita até esfregar os ambos sexos, bem a vontade. O pastor alemão, perto do diminuto casal, no parava de dar voltas e uivar. Satisfeito o casal da raça pequena, os bichos iniciaram outros atos sexuais diferenciados. Como o pastor é, naturalmente, enorme e a fêmea de raça yorkshire pequeninha não dava para cruzar. Mas, pelo que vi, os animais acharam alternativas. Fiquei espantado. O pastor procurava a baixinha mostrando sua enorme língua. A pequeninha fêmea recuava até topar a longa e quente língua do pastor. Iniciavam, de modo natural, o sexo oral. Impressionava os gestos de êxtases dos dois animais ao satisfazerem, naturalmente, seus instintos.

Moral legal
            Apreendi na escola, na família e na sociedade que os animais eram seres irracionais e os humanos éramos animais racionais. Bom! Frente a estes fatos observados inesperadamente me vi obrigado a revisar as aprendizagens recebidas das instituições, cuja função seria orientar os jovens para uma vida bem adaptada, livre e sadia e sem preocupações, nem culpa. Como liberta descobrir o sou animal. Demorou , mas a experiência me libertou.

VIVÊNCIAS AMOROSAS


Minha esposa Caíra ainda se encontra deitada. O ciciar da respiração se harmoniza aos compassados sons das teclas do computador e ao longínquo zumbido dos motores que se movimentam pelas avenidas e ruas da grande cidade em latente aquecimento. O corpo da amada, todavia em sonhos, se estende na cama. A palma da mão direita contorna a cabeça enfeitada de finos cabelos negros. A macia camisola, devagarzinho, avança pelas curvas lisas e pára a beira do vale rosáceo do corpo aberto. De soslaio vislumbro pictóricas mulatas.

 A sagrada pauta nupcial envereda a gente no jogo amoroso movido pelo impulso da nobre e fascinante natureza desbordante do ser mulher. O amor não tem idade, nem fórmulas arranjadas.

            - Tiço, oh Tiço, - balbucia Caíra.

            Adivinham-se instantes de melodias.

A voz repousada de Caíra ecoa nos meus ouvidos. Sinto o canto da lenda do boto que encanta matutos nas águas dos grandes rios e lagoas das florestas. Mas o mapa da rota do texto que escrevo me obriga a continuar a obra planejada. O suave batido das teclas se mistura ao coral da passarada matinal anunciando algo eminentemente prazeroso. Vital. O fulgor solar embriaga. A novidade de cada dia, a porfia, desafia...

            - Meu Tiço, pára - suplica a esposa. Vem cá, oh mestiço. Toca-me... Me toca....

É o canto do boto, cada vez mais afinado e acossado.

          Os regalados olhos contemplam a escultura quente da minha Vênus de Milo. Levanto-me lentamente. O tempo não mais é calculado. Assento no borde do ortobom, pertinho do corpo ornado com tintes pretinho e rosado somente mostrado para os amantes trêmulos, tesudos e livremente atrevidos. Devagar os dedos se deslizam pelos contornos do rosto erguido, desafiante que sinto meu. Ambos os olhos se espelham e a luz nuclear leva o casal num prado verde dum infinito céu azul ligado lá e cá. Um belo horizonte... Suavemente as palmas das mãos deslocam-se sobre a pele úmida da mulher que me agarra e amassa. Delicadamente vou penetrando facilitado pela virada instintiva de Caíra, cavalgando no alazão ondulante do corpo que já foi meu... Ela pega minhas mãos e as plasma sobre os peitos agora mais eretos e retumbantes. Os mamilos se enfiam entre os suados dedos. O busto da esposa inclina-se sobre meu rosto arrebatado. A boca aberta golfa os seios que balançam sobre a fervilhante cavidade. Observo os olhos fechados e os lábios dourados da amada. Contemplo o fascínio com que a mulher desabrocha o corpo humano, igual flor aberta ao trêmulo bico do beija-flor que sorve o néctar das lubrificadas pétalas energizadas. Sinto o paroxismo do banquete da vida. Mais uma vez ligamos carne, corpo, mente e espírito. Somos a pessoa completa. O tempo cessa. A eternidade palpita!

sábado, 29 de setembro de 2012

MESTRES E AMIGOS



As palavras são traidoras. Nunca expressam fielmente o pensamento da mente humana, antes pelo contrário. Vejamos.
    A palavra professor, modernamente em uso de mercado, tem um significado de professar atividades permanentes. Indica, especialmente uma atividade exclusiva. Manifesta a profissão daquela pessoa que se dedica ao ensinamento dos outros dentro do mercado de trabalho. Professor é, hoje, uma profissão situada no mercado. O mercado oferece infinitas escolas e universidades para habilitar formalmente os candidatos a exercerem essa profissão de ensinar. Qualquer indivíduo que deseja ser professor é só entrar numa faculdade e se diplomar.
    Mestre é uma palavra, cujo significado, hoje está em baixa, porque tem pouca eficácia no mercado de consumo contemporâneo. O mestre é a pessoa emblemática, modélica de virtudes, de capacidades, de habilidades e qualificações, muitas vezes natas e aperfeiçoadas, em algumas faculdades ou escolas . Mestre somente ensina pela vivência, pelo exemplo. Mestre é amigo que aflora confiança, honestidade, respeito e dedicação. Mestre mostra com sua conduta. Os discípulos apreendem mais pelo contato que pelo que fala. O mestre convive com os discípulos. Nunca os abandona. O mestre indica, orienta, mostra caminhos, descobre potencialidades natas ou adquiridas dos alunos. Mestre é, porque tem identidade própria.
    Na minha longa vida de aluno em escolas desse mundo moderno, tanto no estrangeiro, como em vários estados do Brasil tenho tido muitos professores. Mestres tenho encontrado poucos,mas são desses poucos que marcaram minha vida e personalidade para a eternidade. Lembro o nome desses poucos. Não lembro os nomes dos muitos professores que passaram na minha vida como passam os indivíduos no passeio das avenidaddas das capitais e grandes cidades.
   Será possívdel juntar numa escola ou universidade mestres e professores?

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

AS APARÊNCIAS ENGANAM SEMPRE

 

Mãe e filham participando da festa de confraternização junina da escola pública do centro da cidade. Lá, fundo os alunos da escola dançando, tansvestidos de personagens de películas americanas da moda consumista. Famílias, professoras e diretoria da escola felizes. Além de divertir-se e perceber a organização moderna da antiga escola pública, as famílias e visitantes, compram bens de consumo comestíveis e de diversão, deixando o dinheirinho da família pra ajudar a escola pública,  obrigatória e gratuíta. Gratuita? Só pra inglés ver.
   A escola pública já é paga pelos impostos das famílias da cidade e por todos os trabalhadores que são os que pagam. Rico não paga nem imposto. Se safa sempre, pois eles colocaram os governantes no poder e agora reclamam sua parte, ainda que seja pequena.
  A beleza dessa mãe e de sua filha é auténtica. A alegria e confiança delas também, ainda que pura ilusão. Vejam no fundo da imagem fotográfica. Os alunos dançam e cantam músicas e letras estrangeiras de consumo popular que enriquecem comerciantes , empresários e multinacionais.
 Mais no fundo do palco, pátio programado e enfeitado está, bem a vista de todos, o conhecida e atávica imagem do Leão da Metro, a grande companhia de diversões que oferece o  circo ao povo simples e ignorante das grandes realidades que formam as bases da sociedade . Tudo bem,mas o pior e detrás dessa  distração, para não dizer falcatrua, corre a educação dessas inocentes, lindas e puras crianças que espera-se sejam educadas para uma vida feliz, pelo menos como os passarinhos do cerrado que sempre cantam, porque estão felizez. Não , não é assim.
   As belas crianças somente apreendem a obedecer e a ler e escrever o suficiente para continuar na ignorância da realidade social a que estão situadas. As crianças guiadas, como Alice no país das maravilhas, além de obedecer as fadas - bruxas, interiorizam conteúdos moralistas subjetivos facilmente de serem derrubados pelo primeiro pedófilo, ou pedófila que oferecer um presente já visto nos disenhos, estórias ou canções da escola.
 Quem educa as crianças e jovens são os bens do mercado que se oferecem, indiscriminadamente e de modo sutil aos apetites instintivos e dirigidos pela escola, sociedade e pela família que confió o bem precioso de seus filhos e dos futuros cidadãos da cidade, coisa difícil de acontecer.Cidadão somente é aquele que se dirige pelas suas próprias idéias, objetivo da escola que somente ofereceu e de modo caricaturesco as idéias, como disse Guimarães Rosa, já arranjadas pelos invasores estrangeiros.
   O grande Mestre universal Guimarães Rosa é totalmente ignorado nos conteúdos das escolas. As verdades e conteúdos das famílias do sertão quando aparecem são em forma de folclore. Coisa passada e de gente pobre e sem futuro.
   A Constituição da República nos primeiros artigos assenta que a educação dos cidadãos é dever e direito do Estado e da FAMÍLIA. Onde fica a função do Supremo Tribunal Federal-STF- Acaba no oportuno Mensalão?

   Qual será o futuro dessa bela criança com uma escola e família contaminada pelo poder dos grupos hegemônicos do mercado?

domingo, 16 de setembro de 2012

CRESCE O CONHECIMENTO DOS POVOS



A cada dia, sempre por motivos históricos, as populações que configuram as nações modernas, se aglutinam as principais capitais e cidades do PLANETA TERRA que arde, infelizmente, a fogo e espada reivindicando os soberanos direitos de viver sendo respeitados nos sentimentos, desejos e necessidades básicas das comunidades onde se desenvolvem como pessoas que pensam e desejam agir conforme o pensamento que receberam da tradição.
Nessa agitação popular mundial fica , cada vez, mais evidente, a relação vital que existe entre política, religião, línguas, cultura, trabalho e meio ambiente.
Percebe-se de modo limpo a descrença das populações na democracia importada pelo sistema econômico atual. Vemos que as populações morrem pela sua fé, não pela mentalidade política, nem sequer econômica, morrem e se sacrificam pela comunidade original da qual nasceram, se educaram e cresceram.
As populações atuais apreenderam que os governos democráticos, sem excepção, são invasores das vontades de da boa fé pessoal e comunitária. apreenderam que os governos se conquistam pelo poder econômicos de grupos, corporações, nações e até de indivíduos que mamaram do gonerno em cargos e funções que deveriam ser de serviço. Jamais de próprio enrriquecimento, como o povo começa a perceber e se indignar de modo cruento.
O povo busca o bem -estar. Não consegue , porque o enganam. O povo quer trabalhar. Mas está desempregado, porque o sistema joga a roleta financeira mundial. As pessoas sabem criar , mas os grupos hegemônicos de ciências aplastam, despreçam e não dão valor ao poder creador da população.
Sabe-se que o bem sempre acaba vencendo, mas esses imagens que vemos , vemos como o bem, nos tempos ditos democráticos, se conseguem aos gritos e , as vezes, infelizmente, pela força.
Torcemos para que o bem desejado seja conquistado pela demanda coletiva, sem sacrifícios humanos de nunhuma especie.
Deixem o povo falar. Deixem o povo escolher, deixem o povo pensar,  e teremos imagens de banquetes e de festas, como a vida é.

domingo, 9 de setembro de 2012

O BANQUETE DA VIDA





Todos os dias, na hora do almoço, convivemos o gozo do sabor da boa comida caseira junto com o espetáculo gratuito dos vôos rasantes da variedade passarada que abrem asas pela casa grande. Por esses dias o prazer foi original. Arte mesmo. Um passarinho de vivas cores, cuja classificação eu ignoro, pulava de galho em galho no hibisco, verde-prata do quintal com tanta elegância e altivez que, os dois cachorrinhos, em vez de aguardar as migalhas que caem da mesa, olham atentamente a dança do desconhecido saltimbanco. No mesmo tempo vários pardais, pombos, pássaros pretos, pica-paus e sanhaços posavam pelas telhas do barracão e as cercas de pirajá. Outros beiravam à piscina a beberem água e, imediatamente, subiam nos muros. As cabecinhas, inquietas, viravam pra lá e pra cá. Debruçavam e partiam felizes pelo espaço azul dourado do meio dia sertanejo. Boquiaberta desfrutava do espetáculo da natureza igual os cachorrinhos.

            Alguém definiu a vida como um banquete. Um banquete que une os membros da família num amor aberto e crescente. Um banquete, onde se saboreia, cheira e contempla-se a beleza da culinária sertaneja. Um banquete enfeitado por flores do campo, pedaços de sol na mesa. Um banquete, cuja presença dos bichos artistas estimula sobremaneira o apetite da família reunida na gostosura dos prazeres naturais da vida.
 A pessoa sensibilizada com a natureza se eleva, se transforma, se humaniza, se valoriza, respeita, ri, ama, faz o bem e goza universalmente do Pão nosso de cada dia.

 

 

 

 

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

OS PRAZERES DA MASSA



Um jornalista de fama internacional, autor de livros traduzidos nas línguas modernas dos países ricos e corresponsal em otras nações me alertava para procurar escrever assuntos que a massa gosta de ler e por isso, os  compra. Dizia-me o amigo jornalista que quando ele escreve sobre matéria moralmente boa, recebe críticas pessadas e o jornal vende menos exemplares; mas quando publica matérias de moral duvidosa, ou notícias de assassinatos, guerras e sexo exposto, ai recebe infinitos comentários aplaudindo e louvando o assunto, o estilo e a inteligência do jornalista. A empresa fica satisfeita porque aumentou o lucro, ao vender mais jornais com notícias que alimentam os prazeres da massa, sempre em busca da tão falada felicidade nos bens de consumo que divertem. Pouco importando a qualidade da informação
O pão e circo , refrão do império romano invasor está vivo e, bem vivo na massa de hoje, comandada pelos potentes meios de comunicação. A massa, infelizmente quando é enganada se sente feliz, mesmo que seja droga. A massa vive dependente de informações fofocas, meias verdades, violencia e pornô. O refugio da massa iludida e desesperada, como sempre, será a religião. Assunto atraente para a massa, porque na religião encontra o bem cobiçado da paz interior. O problema é que a verdadeira religião encaminha pessoas para os valores permanentes da beleza, da verdade, do bem, da solidariedade, do amor e da paz duradeira. Os grupos poderosos que comandam a massa mundial e local cooptam as lideranças do bem com ideologias duopóligas. Assim resulta mais difícil educar as pessoas para deixarem de ser massa e serem pessoas autônomas.Quando isso acontecer a sociedade mudará. Por enquanto a massa e seus gurús oferecem abundantemente o velho pão e circo para os escravos do moderno imperialismo consumista.

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

HERÓIS DA DIGNIDADE


Essa imagem informa as figuras de seres humanos, moradores da África Subshariana emigrando para Europa. O grupo desta foto publicada dia 27 de agosto de 2012, no jornal internacional El Pais mostra um grupo perto da cidade de Melilla, colônia espanhola, tentando chegar à península para recomeçar una vida digna. As tribos das etnías africanas são a base do que hoje configuram oa países da África colonizada por belgas, franceses, ingleses, holandeses, espanholes e portugueses. As tribos ganharam, depois de muita luta, a independência política, como nação. Mas ficaram na dependência de ditadores quase sempre cooptados e pelegos dos países que os colonizaram.
   Europa, democrática e cristã, até hoje extrae riquezas naturais abundantes e mão-de-obra barata para servirem a agricultura e as fábricas da Europa e outros serviços.
   Estes grupos que são milhares buscam a dignidade da vida que resulta do direito de comer, trabalhar, festejar, adorar seus deuses, fomentar sua cultura, criar famílias e viver em paz.
    África como América e Ásia criaram as riquezas e o desenvolvimento de Europa. Estados Unidos, etc. Além de serem pessoas humanas dignas de atendimento, os países colonizadores são devedores dessas grandes tribos, hoje países.
   As potencias imperialistas que colonizaram e expoliaram as riquezas dos continentes com tencologias culturais, científicas e instrumentais, hoje inventaram o jogo truculento da crise financeira que atinge todos os países.
    As potencias de ocidente, sob o manto da crise, expulsam os emigrantes que já trabalharam e viveram anos no ocidente. Imaginem os percalços que esses grupos de emigrantes atuais terão que enfrentar para entrar na Europa. São muitos os que morrem ou são mortos, ou afogados nas águas do Atlãntico ou do Mediterrâneo, como há dias o atleta das Olimpíadas da China, 2008.
   Essa situação vem se juntar as tragédias dos continentes do Planeta Terra. Tragédias vindas de potências que exportam democracia. Que democracia?
   A educação humana somente é humana sempre que partir da realidade que os seres humanos criamos. Quando deixaremos de olhar nosso belo umbigo?


terça-feira, 21 de agosto de 2012

NARCISISTAS


Todos sabem  a lenda do mitológico Narciso que passava o dia se olhando nas águas cristalinas a fim de contemplar sua figura, pois se achava o homem mais belo do mundo . Sua vida era olhar para o seu belo umbigo. Que figura!

            Na volta das férias tenho observado que o complexo narcisista das pessoas parece que aumentou entre meus companheiros de trabalho, vizinhos, amigos e outros cidadãos. Encontrei indivíduos que se acham o máximo. Pessoas em que o mundo todo da voltas ao seu redor. Pessoas que não enxergam além do umbigo. Oh, dó! Da pena. São pessoas que concentram a realidade da vida ao seu redor. Elas são a verdade. Elas sempre têm a razão sem razão. Acham que ganharam as eleições antes de votar. Elas sabem tudo. Tudo depende delas. Falam sempre em trabalhar em equipe, mas não aceitam as atividades dos membros da equipe. Se cuidam em mudar as coisas na empresa, na casa, na cidade, ect. Porém trata-se de mudança mobiliária. Ou seja, mandam os membros das equipes mudarem os móveis do lugar. Percebo que as mudanças dos narcisistas estão em mudar pessoas dedicadas a lisonjear os donos da cidade. Descubro estupefato, pessoas que mudam o grupo de trabalho para interesse narcisista do administrativo. Pior noto, estarrecido, que políticos candidatos ás próximas eleições, em geral, só mudam de terno. Seguem olhando seu umbigo. Projetando para a população, manipulada e ignorante, promessas de melhorias de emprego, educação, saúde, segurança, etc.

            De loco! Reconheço indivíduos que aceitam a baboseira dos legisladores como se lei resolvesse tudo. Vejam o papel da ONU ante as atrocidades das guerras fratricidas!  

            Benditas sejam as férias dos trabalhadores, porque permitem volver a outra realidade com um olhar diferentes do modo de ser, de pensar e de agir das pessoas. A vida se entende mais percebendo que se evolui.

            As férias são uma oportunidade ótima para conhecer outras facetas que existem na complexa realidade da sociedade, envolvida por luzes e sombras. A luz que se origina no sol, o deus da realidade constelar, é bem mais quente, e gozosa do que a fria imagem falsa dos narcisistas que se espelham na água parada.


quarta-feira, 15 de agosto de 2012

O TEATRO POLÍTICO



             Vejam a imagem dum teatro moderníssimo. Tecnologicamente acabado: telão, folders, internet, luzes. a plateia parada. Os atores e doutores e autores e professores no palco. Lugar apropriado para os professionais mandantes. Diriamos , hoje, gerentes, melhor,  executivos. Na imagem desse teatro executam mesmo. A imagem fala por si mesma. Perfectamente coibida. Vejam lá, no fundo, o inteligente falando dos problemas sociais, do emprego qualificado, dos sintomas dos adolescentes, das fábricas, do mercado. Vejam. Ele fala. O resto, resto só escuta, quando escuta.
Esta situação é a mesma da sala de aula moderna, das fábricas modernas. Será? Das associações, das igrejas e dos ditos partidos políticos. De partidos somente tem a divisão e as dicotomias constantes.
Nada estranho. A vida é um teatro mesmo.
Mas o enredo da obra do teatro pode mudar. O espectador pode subir ao palco e pode falar o que pensa e deseja. Sem medo aos gerentes, nem executivos, nem militares, nem polítiqueiros. Neste conteúdo a sociedade do sistema atual mudaria , de fato.O argumento teatral seria outro.
Por que até hoje aguentamos um teatro de contedúdo monologista; apologista; troglodita?
Porque o povo que trabalhou, que paga impostos, que cria a comunidade está sendo enganado e oprimido pelos grupos hegemônicos no poder há séculos. Só isso. Criemos outras obras do teatro da vida qualitativa e feliz.

domingo, 5 de agosto de 2012

APONTANDO MUDANÇAS


O encontro de Jorge Solivellas Perelló e Saturnino Pesquero Ramón, amigos de infância, de colegio, de universidade, de profissionalidade, de ideais e de práticas libertárias e de prazer, nas recentes férias no BoraBora, Resort Real, Rio, mostra que as aparências enganam sempre. Vejam os sorrisos dos rostos felizes, que apontam para a jovem e revolucionária alma dos espanhõis , por nascimento e dos brasileiros, por opção. Os corpos,mesmo maduros, desvelam a vitalidade dos amigos que ainda hoje se dedicam com paixão ao arte, a literatura e a elevar, pela formação pessoas e populações, mediantes atuais cursos, palestras e pesquisas publicadas em livros e artigos no Brasil e Europa. Seu compromisso de lutar para um Brasil mais justo permanece tão vivo como a expresão de suas figuras. As constantes dificuldades encontradas nas instituições e pessoas jamais os declinou dos objetivos de mudar o Brasil, abrindo caminhos por onde passam os homens cientes dos valores sociais permanentes.
  E o movimento cresce e começa a aparecer. Com certeza, pois nosso trabalho foi sempre comunitário e as comunidades por onde passamos são mais humanas. Juntos nos humanizamos, de fato.

segunda-feira, 16 de julho de 2012

POPULAÇÃO VITORIOSA






A foto é a imagem do movimento popular dum bairro da cidade perante as próximas eleiçõis de Outubro. É pouco comum ver essa movimentação do povo trabalhador e das bases populares,alicerse da comunidade urbana.
Anos atrás na época de eleições era festa dos grupos da grande burguesia e a festinha da classse media, sempre aspirante a ser classe alta. A população ficava dependente do caçador de votos e atento ao valor oferecido pelos cabos eleitorais.
Hoje a população avança. Se movimenta, mesmo que, aos poucos, para sentir, feliz, o direito e o dever de ser cidadão mesmo: o indivíduo que decide, segundo seus ideais, necessidades e opções pessoais e sociais.
Sei, sim, que,, ainda os grupos poderosos, como observamos nas feias mensagens, postas nas redes ditas sociais que de sociais não têm nem o "S". São telaranhas de grandes aranhas que pegam os pobrezinhos ignorantes da juventude sem ideal , nem destino na sociedade de consumo descartável e fictícia em tudo, até no melhor de vida ; o amor. Pobre juventude!!!
Vemos que o povo, de pé, busca alguém para trocar idéias e discutir os temas do projeto dos partidos políticos, emergentes da população. Este povo, hoje, se torna mais ciente do risco que corre ao decidir delegar seu poder para outrem que não seja popular e responsável.
Vemos o povo firme que avança para uma vitória:
                                  CONSEGUIR , POR VEZ PRIMEIRA, UM GOVERNO MUNICIPAL POPULAR PARA GOVERNAR PARA TODOS OS MORADORES DA CIDADE LUZ.
A foto, de fundo, escuro, mostra que ainda os indivíduos não estão plenamente tranquilos, seguros. O povo sabe do poder do dinheiro dos ricos, do poder dos mercenários, cooptados pelo dinheiro, divulgando nomes de candidatos das atávicas ologarquias mandantes. Com tudo e com coragem o povo, como já aconteceu em muitas cidades do país, vai avançando e conseguindo decidir sobre si mesmo e para o bem de todos. 

quarta-feira, 4 de julho de 2012

SERENIDADE DE MUDANÇA



              CÉUS, TERRA, FLORESTA, CIDADE E MORADORES DE SETE LAGOAS LUTAM, EM ESPERANÇA SEM IGUAL, PARA QUE OS PARTIDOS POLÍTICOS DE BASE POPULAR HONESTOS E COMPROMETIDOS NO PURO ATENDIMENTO ÀS NECESSIDADES URGENTES DA GENTE BONDOSA E TRABALHADORA,CONSIGAM O OBJETIVO DE COLOCAR O PRIMEIRO GOVERNO QUE SIRVA QUALITATIVAMENTE A TODA A POPULAÇÃO DESEJASA DO BEM-VIVER, DO BEM-QUERER E DO BEM-SER.
A PESSOA HUMANA, POR NATUREZA, TENDEM SEMPRE AO BOM E AO MELHOR. PARA ISSO SOMENTE FALTA QUE O INDIVÍDUO SEJA PLENAMENTE LIVRE E INDEPENDENTE.

sexta-feira, 29 de junho de 2012

DEMOCRACIA PARA TODOS




Democracia é o conhecimento da individualidade e da coletividade. É ter o conhecimento dos valores do respeito. Essa consciência, em definitivo, é traduzida no núcleo essencial de princípios, de direitos e de valores aceitos e entendidos pela população e que se concretizam nas normas das instituições que fundamentam a sociedade humana. Porém esse núcleo, que custou historicamente esforços, sangue e sonhos, deve manter-se pela firme confiança da população. Não somente pela manipulação das elites. Isso só se logra com acordos lisos, o diálogo, a palavra, o discurso, a experiência e o respeito, que é a palavra mais bonita da linguagem.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

MINHAS CRIANÇAS




                                AS MINHAS CRIANÇAS SÃO POESÍA.

                                ELAS IGUAL A NATUREZA SÃO SABEDORIA.

                                COM ELAS APREENDO A SORRIR PARA A VIDA.

                                ME DIVERTEM, ENSINAM, REFRESCAM, REJUVENECEM.

                                A IMAGEM AÇÃO VIRA IMAGINAÇÃO CRIATIVA.

                               DA ÁGUA AZUL EMERGE A VIDA AMOR, TRAVESSÍA.

segunda-feira, 18 de junho de 2012

HUMOR NA POLÍTICA



                                         CINQUENTENÁRIO DA OBRA PRIMEIRAS ESTÓRIAS

                                         Movimentos culturais populares Projetam o ERAR 2012

                              VII ENCONTRO REGIONAL DAS ARTES ROSEANAS DE SETE LAGOAS

                              Área temática- O Humor na Prática Política.

                                                                           Aguargem!

                              

POLÍTICA LIBERTADORA


A foto acima mostra o significativo encontro de líderes políticos populares, reunidos na sede dos Sindicatos dos Metalúrgicos, em Contagem, Minas Gerais, no dia 11 de junho. No centro do círculo de líderes pode ver-se fotos e nomes de movimentos e pessoas perseguidas e mortas na constante luta dos cidadãos na prática da justiça para todos e na solidariedade com os brasileiros excluídos do banquete da vida. Pois o Brasil justo , e solidário tem alimento e bens naturais e fabricados para todos os brasileiros.
O objetivo da reunião da era debater a situação atual da luta para a prática da justiça e da solidariedade nesses momentos de oportunidade da possível prática democrática autônoma nas próximas eleiçoes municipais.
A memória dos mortos nessa luta incentivou os presentes na esperança de conseguir avançar cada dia mais seriamente na prática da política solidária.
O compromisso social e a responsabilidade social é viver , de fato, a solidariedade com os excluídos.
Política jamais foi carreira individualista. Política é serviço.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

EDUCAÇÃO POLÍTICA


   Os eleitores de Sete Lagoas e região, nas eleições municipais desse ano, ainda podem votar em candidatos saídos das elites mandantes da cidade. O voto dos moradores da cidade corre risco de ser conservador.

Que significa voto conservador?

 Em Sete Lagoas, tradicionalmente, o voto dos eleitores é conservador, porque é voto dirigido pela elite dominante que se apóia no poder de persuasão ou de manipulação que lhe é característico.

 A mentalidade da população subordinada aos donos do poder civil, militar, agrário e religioso somente muda de modo muito devagar. A massa piamente acredita que são os políticos os que velam pelo bem dos contribuintes. Acredita que são os políticos os que constroem escolas, postos de saúde, ruas usáveis, limpeza pública diária, segurança, de fato, emprego e casa para todos. Este comportamento da massa anestesia  a mente humana dos pobres habitantes da cidade e região.

 Ainda que exista a lei federal 9.840/99 para preservar o voto livre do povo e que os partidos políticos se orientem com critérios e princípios democráticos a maioria dos partidos foram cooptados pelos tradicionais grupos de famílias que se dividem o governo.

Sem dúvida hoje já existem partidos políticos esclarecidos com lideranças populares nos numerosos bairros periféricos e em associações de bairros. As lideranças desses partidos se esforçam para formar politicamente aos moradores dos bairros, porém esse trabalho é muito lento, mas está dando resultados. Percebem-se sinais, bem evidentes, de que bastantes cidadãos sentem a urgência de pensar por si mesmos e não pelo que os poderosos pensam, falam, prometem e exigem.

 Já se ouvem comentários sobre a aprendizagem democrática da população e da conduta cívica dos partidos políticos. Estes políticos apreenderam seguindo as diretrizes de seus partidos, a buscarem alianças para somar esforços que possam oferecer oportunidades reais de mudança de governo. Os afiliados dos partidos políticos apreendem a entender que o mandato é do partido, não do indivíduo. Esse conhecimento está construindo, aos poucos, a união de todos os membros do partido e dos partidos coligados .O prazer de votar livremente, sem dúvida, educará civicamente












sábado, 9 de junho de 2012

BUSCANDO VERDADES


Acabamos de sermos testemunhas da solene instalação pelo governo federal da Comissão da Verdade, entidade formada por pessoas de notório saber e reconhecida experiência histórica para esclarecer a verdade sobre os tristes acontecimentos ocorridos no golpe militar de 1964, e no período das ditaduras onde cidadãos responsáveis e inocentes foram perseguidos, atormentados e mortos simplesmente por terem idéias próprias divergentes.

A Presidenta Dilma, no discurso da instalação da Comissão da Verdade, como ato de Estado, definiu perfeitamente o que pode ser verdade. A palavra verdade, na tradição grega ocidental, é exatamente o contrário da palavra esquecimento. É algo tão surpreendentemente forte que não abriga nem o ressentimento, nem o ódio, nem tampouco o perdão. Ela é só e, sobretudo, o contrário do esquecimento. É memória e é história. É a capacidade humana de contar o que aconteceu” ( 2012).

Os cientistas de todos os tempos ensinam que a razão histórica é o método mais perfeito para chegar ao conhecimento das verdades.

Os integrantes da Comissão da Verdade perguntarão aos cidadãos brasileiros sobre o ocorrido durante os tempos negros das ditaduras. Serão perguntas feitas para terem respostas esclarecedoras sobre fatos, fenômenos e pessoas que possam comunicar a memória e escrever a história brasileira completa, tanto nas suas luzes como nas trevas, pois somente a verdade liberta, porque a verdade é a manifestação livre do pensamento e ação da pessoa humana em todos os tempos.

SETE LAGOAS ACORDADA

       
·         O que vi, senti, vivi. Era o dia 6/06/12, das 17,00 horas ás... Pouco importa! Uma juventude alegre, ansiosa, consciente. Poucos adultos eufóricos. Um idoso vibrante defendendo os adolescentes em marcha, parando o tránsito na frente do CAT. Os condutores dos carros sorriam. Entendiam? Logo entenderão. Os adultos, de pé, frente a Casa de Cultura, na dúvida do passado experimentado, amargavam um pesadelo...ossível fracaso. As águas da Lagoa Paulino, refletindo prédios e, lá longe a Serra de Santa Helena, firme, confiante, irradiante e triunfante. Olhei as águas e vi, senti, vivi as figuras dos jovens Raimundo Figueiredo e Regina, Laerte, Xavier, Jorge e os colegiais de 50 anos atrás mortos e perseguidos semeando esse dia seis de junho, retumbando nas populares festas juninas, reflexo permanente da vitória do povo unido e amado. Não sou poeta, sou testemunha, sou o contínuo da cidade luz na sombra da Serra, alma coletiva do meu povo.

As estrelas tingiam de cores as águas da Lagoa Paulino refletindo prédios, árvores, transeuntes e casais se amando.

A sombra da Serra de Santa Helena deitada mostrava, esbelta, as formas naturais do corpo humano parindo a alma coletiva do bravo povo de cidade luz, terra, água  cor e ar.

Agora sabemos que o poderoso mercado consumista jamais apagará o brilho desse povo acordado de Sete Lagoas das Gerais.

sexta-feira, 18 de maio de 2012

ROSA, MODELO DE POLÍTICO

Nestes tempos os políticos de plantão e os oportunistas dessa sociedade consumista e monetarista andam as voltas  reorganizando-se a fim de continuar no poder municipal por mais duzentos anos.
      Porém o poder da comunidade comarcal, seguindo as trilhas da vida normal, proporcionou a nossa população o modelo do político prático; o político do saber e do fazer. Isso é ser prático. Esse modelo é o João Guimarães Rosa. Ele nas obras de contos e romances, mundialmente conhecidos, descreve as lutas das populações do sertão de Minas para estabelecer um governo que anuncie , em nova constituição popular que " não existe diabo, não! ...existe é o homem.Travessia".
      Rosa mostra a comunidade organizada por líderes populares" os jagunços" a lutarem, como hoje os Sem Terra, para conseguirem colocar justiça nas cidades e arraiais do cerrado. Rosa testemunha que as idéias do diabo são obra dos homens poderosos que amedrontam a população para não mudar as coisas.. Quem domina pelo medo a alma do povo, tem o povo subjugado. O pior terrorismo que existe é o medo na alma e coração das populações.
      Imitando o Rosa que, até Hitler enfrentou na Alemanha, a população das nossas cidades só poderão reconquistar o poder do governo municipal, se se organizam mediante líderes populares que buscam somente o bem comum. Jamais o individual. Os líderes populares sabem que o bem individual só pode alcançar-se quando existe o bem comum.
      Está mais que na hora de aparecerem líderes trabalhistas para se organizarem, de fato, não de discurso, para tentar voltar ao poder que é do povo. O poder não se legitima nos grupos adinheirados.
      Enquanto esse líderes, como Rosa, não aparecerem, o governo continuará em poder dos diabos todopoderosos de sempre.
      Que do meu povo? Vamos dar as caras e peitos que  chegaremos , sim. A moral é a força que ninguém pára.

terça-feira, 15 de maio de 2012

COM-VIVÊNCIAS

     HOJE DE MANHÃ CEDO, LENDO OS NOVOS VOLUMES DA OBRA E VIDA DE PABLO

 PICASSO, DESCOBRO, ADMIRADO QUE MORREU NO MESMO DIA E MÊS DE ABRIL E

NA MESMA IDADE, 91 ANOS, QUE A MINHA MÃE.

   SEI QUE MUITOS PENSARAM QUE É MERA COINDIDÊNCIA. AI ESTÁ A FALHA!.
  
   A VIDA ME ENSINOU QUE NÃO EXISTEM COINCIDÊNCIAS, EXISTEM , SIM,

RELAÇÕES

HUMANAS E FÍSICAS. O UNIVERSO TODO É RELAÇÃO. O DIA QUE ESTA RELAÇÃO

FINDAR O UNIVERSO ACABARÁ.

   VEJA AS RELAÇÕES ENTRE PICASSO E MINHA MÃE. 1 - OS DOIS NASCERAM NA

 BEIRA DO MAR MEDITERRÂNEO. MALLORCA E MÁLAGA . 

  . 2- O PAI DE MINHA MÃE ERA DA ILHA DE MENORCA, ILHA QUE FAZ PARTE DO

 CONJUNTO  DAS ILHAS BALEARES. 3 - A MÂE DO PREMIO NOBEL DE LITERATURA

 MAIS NOVO DA HISTÓRIA ( 1957) ALBERT CAMUS TAMBÉM ERA DE MENORCA. ERA

 ANALFABETA, POBRE E SURDA, MAS , SEGUNDO CAMUS, ELA ERA O CÉU DE

 HUMANIDADE. 4 - O PAI DA MINHA MÃE ERA ANALFABETO, MAS PERCORREU O

 MUNDO E FOI BEM ABASTADO, PELO SEU ESFORÇO.  5 - CAMUS SOFREU

 PERSECUCÕES POR SER COMUNISTA, OS FILHOS DO MEU AVÓ FORAM PRESOS E

 PERSEGUIDOS POR SEREM SOCIALISTAS. PICASSO ERA COMUNISTA-(GUARNICA É

TESTEMUNHO).

   6 -  O PAI DO CAMUS E O PAI DE MINHA MÃE LUTARAM NAS GUERRAS

 DA COLONIZAÇÃO  DA ÁFRICA . PICASSO FAVORECIA A POPULAÇÃO POBRE.

        PREFIRO PENSAR MAIS NA RELAÇÃO HUMANA E FÍSICA QUE NAS

 PURAS COINCIDÊNCIAS DO CAOS DA VIDA.

 BELA RELAÇÃO ENTRE COISAS E PESSOAS!!!


terça-feira, 8 de maio de 2012

A VOZ DAS ESQUERDAS

O PARTIDO SOCIALISTA FRANCÉS, DEPOIS DE 14 ANOS CONQUISTA, DE NOVO, A PRESIDÊNCIA DA V REPÚBLICA FRANCESA.

O PARTIDO LABORISTA DA INGLATERRA EM ELEIÇÕES REGIONAIS SE IMPOE AO PARTIDO CONSERVADOR.

A SOCIAL DEMOCRACIA ALEMÃ SUPERA AO PARTIDO CDU DA PRIMEIRA MINISTRA MERKEL EM ELEIÇÕES TAMBÉM REGIONAIS

NA GRÉCIA ATUALMENTE O PARTIDO SOCIALISTA TENTA FORMAR O GOVERNO COMO SEGUNDO PARTIDO MAIORITÁRIO NAS RECENTES ELEIÇÕES.

TODOS ESTES FATOS DEMONSTRAM QUE A POPULAÇÃO DA EUROPA SABE USAR O INSTRUMENTO DO REGIME DEMOCRÁTICO PARA;

1º  MANIFESTAR SUA INDIGNAÇÃO COM OS GOVERNOS E PARTIDOS NO PODER POR NÃO ATENDEREM OS OBJETIVOS DAS COMUNIDADES.

2º  MUDAR GOVERNOS NÃO NECESSARIAMENTE SIGNIFICA MUDAR OS RUMOS DA ECONOMIA NACIONAL, LOCAL E INTERNACONAL, COMO MUITOS ANUNCIAM. NÃO.

3º.  NÃO SE PODE MUDAR NADA DA NOITE PARA O DIA. A HISTÓRIA ENSINA QUE AS MUDANÇAS PROFUNDAS LEVAM TEMPO.

4º CHEGAR AO GOVERNO NÃO SIGNIFICA NECESSARIAMENTE OPTER O PODER, POIS O PODER MESMO ESTÁ NOS GRUPOS HEGEMÔNICOS QUE DOMINAM O MUNDO.

5º ESTES FATOS CONFIRMAM QUE O PODER PODE ESTAR NO POVO. DEPENDE DO CONHECIMENTO QUE ESSE POVO É CAPAZ DE ADQUIRIR.

6° SEM SERMOS CARICATURAS SETE LAGOAS NAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS PODE TENTAR MUDAR OS PARTIDOS CONSERVADORES DA DIREITA QUE SEMPRE GOVERNARAM A CIDADE PARA GOVERNO DE PARTIDOS QUE PENSAM EM ATENDER AS NECESSIDADES DA POPULAÇÃO MARGINALIDADE, POIS ALÉM DESSES EXEMPLOS RECENTES TEMOS O VALOR DA PRESIDENTA DILMA QUE ENSINA QUE SE PODE MUDAR SIM E JÁ.

                      É HORA E A VEZ DO POVO DE SETE LAGAS.

terça-feira, 24 de abril de 2012

DIA MUNDIAL DO LIVRO E DA ROSA


PRIMEIRO QUADRO-
         Uma mesa de madeira ipé puro, lisa, fina. Um vaso de folhas verde-brancas de hibisco. Uma rosa vermelha. No centro a edição do romance épico GRANDE SERTÃO: VEREDAS comemorativa do centanário do João Guimarães Rosa, aberto para leitura dos amigos convidados.No canto a estatueta de bronce de Dom Quixote, indicando os volumes da obra de Cervantes. Noutro canto o livro dos romances La Doma de la Furia e O Mercader de Venecia, de W Shakespeare. No lado frontal o livro Os nove livros da História, de Heródoto, primeiro livro escrito da história humana. No canto posterior o livro PICASSO, dois grandes volumes , edição alemã, em espanhol. No lado desses volumes o Jornal Centro de Minas da semana, publicando o artigo O livro abandonodo no armário
 SEGUNDO QUADRO
      Cinco cadeiras de ipé puro redeiam a mesa. Cinco debatedores livres para discutir e curtir as leituras espontáneas do Grande SErtão: Veredas.
TERCEIRO QUADRO.
       Grande mesa de madeira rústica artesanal. Dois bancos com capacidade para dez pessoas cada. Quatro tijelas de barro mostrando comidas artesais. Paõ integral. Deze taças pata vinhos e copos para água e refrigerantes, uma garrafa tradicional do café brasileiro.
QUARTO QUADRO
      Homens , mulheres e moças intercambiam em diálogo cultural interpretações do Dia do Livro, a situação cultural, a função da cultura e o continuum da civilização pelos livros e pela formação humanista e cientista dos cidadãos.
QUADROS VIVOS INESQUECÍVEIS POR REAIS E UTÓPICOS. A semente frutifica quando lançada.

        

sábado, 21 de abril de 2012

QUEM MUITO LÊ...

É fato experimentado por muitos, Quem muito lê, muito escreve. O pintor Pablo Picasso disse:
Eu não busco, encontro".

    Saber ler os fenòmenos e objetos da vida real significa encontrar esses fenômenos e essas coisas reais.
    Saber ler a realidade da vida tem que saber olhar profundamente a vida que passa ao redor da gente a cada instante e de modos diferentes.
     Ler livros significa penetrar na vida real descrita e presenteada pelos escritores. Os escritores retratam o que observam da realidade que eles percebem e transformam. Por isso quem observa a vida e quem lê livros sabe comunicar o que observa e o que leu de modo gostoso e belo.
      Os amantes dos livros homenegeam o livro no dia 23 de abril, dia da morte de Miguel Cervantes.
     Sempre serão os livros os que continuam a sabedoria na sociedade e na história universal .

DIA DO LIVRO , 23 DE ABRIL


FASCINIO

                                                                       A família acabara de se mudar

                                              Deixaram o novo armário branco.

                                              Após dias, a porta do presenteado armário abro.

      Vislumbro o solitário livro, emitindo a luz solar

      Da sabedoria secular guardada no texto elaborado

      Pesquisado, debatido, aprovado e publicado.

      Com os olhos da mente as trezentas páginas releio

      E vejo vidas, fatos e poemas desfilar.

                                             O livro, mesmo abandonado, será admirado.

                                             Alguém, um dia o encontra, se enamora,fica fascinado.



                                                           INTERESSE



 DIANA ouviu atenta, o relato - poema do Professor atordoado:

- Professor, por que será que se abandona um livro?

 - Diana, você já conhece o refrão: “um fato vale mais que mil palavras, O fato impensado e inesperado do abandono do livro, no armário mostra a realidade do estado da formação cultural das pessoas da comunidade da cidade. A família que abandonou o livro é composta por jovens e adultos, hoje todos trabalhadores de empresas.  Estão alfabetizados. Têm formação escolar do ensino médio completo, feito em escolas públicas da cidade. Os pais ficavam bravos se os filhos faltavam às aulas e demonstravam desinteresse pelos estudos. Mesmo assim, pais e filhos esqueceram o livro. Outros bens que possuíam não foram esquecidos.

            Diana se esforça por entender o descaso aos livros e insiste sobre o assunto. 

            Nesse instante entra na conversa o vizinho Frederico que estava acompanhando o diálogo e se prontifica a esclarecer as dúvidas da Diana sobre a desvalorização dos livros.  – Para mim o motivo do pouco interesse pelos livros se relaciona a família e ao Estado.

-  Por favor, Fredy  seja claro, se possível.

            - Observa Diana que a família somente esquece o livro. O resto vai.  O livro e o bem que ele representa, mesmo sendo um presente, não se encaixa no interesse individual, nem no coletivo familiar. Diana, ninguém pode obrigar a amar. O amor é um estado individual de opção por algo ou alguém. Você concorda Diana? – Evidente responde.

- Lembra que a educação é dever da família e do Estado, conforme a atual Constituição Federal e a Lei 9394/96., Art. 2º. Vemos neste fato que a família desconhece a leitura prazerosa de livros, revistas e jornais de formação e divertimento.

A Diana fica pensativa e se dirigindo ao Professor que trouxe o fato do abandono dos livros conta:

- Professor, se a educação dos membros da cidade, também é dever o Estado  será que a escola pública, de fato, também  desvaloriza os livros e sua leitura?

O Professor e o Frederico com um significativo sorriso algo sarcástico respondem ao um mesmo tempo:

- Querida Diana você já visitou as bibliotecas das escolas públicas e particulares da cidade?   

- Sim contesta Diana!

 Ela mesma completa a notícia.

- Realmente os exemplares existentes nas bibliotecas das escolas, além de serem poucos, são obras de textos de matérias escolares. Contos infantis que se repetem em todas as bibliotecas. Algumas mesas, rodeadas de cadeiras que sempre estão sem alunos e a bibliotecária funcional que fica mais ausente que presente.

- Bravo, Diana, replicam os presentes. De fato, o Estado está ausente de dever de educar os membros da cidade. A leitura de livros, revistas e informativos sérios de formação e diversão, acompanhadas de livre interpretação são à base da educação e formação permanente, de fato.

O estarrecido Professor completa as idéias da Diana:  

            - A inteligência, amigos, é um dom natural concedido generosamente a todos os nascidos. A leitura de livros, revistas e informativos aumenta a potencialidade criativa da mente humana A sabedoria natural das pessoas se completa e aumentam com as leituras das publicações dos livros escritos desde os rabiscos simbólicos nas rochas das cavernas até o romance Solta os cachorros da mineira Adélia Prado.
 

sexta-feira, 13 de abril de 2012

BRASIL INCOMPLETO, CLARO!

Acabo de ler um texto do famoso jornalista Juan Arias, sobre o que falta ao Brasil para ser o Brasil que se espera mundialmente.O autor mostra um amplo conhecimento dos problemas estruturais de base que sofre o país, desde há séculos e que não consegue resolver.
Imitar Europa, China é a solução que o jornalista aconselha.
Lhe respondi com o refrão de Cervante em Dom Quixote: " de lo dicho a lo hecho hay um gran trecho".
Se Brasil imita esses países que triunfam no sistema, que será do Brasil dentro de dez anos? Europa se cai de podre. China já diminui o PIB e aumentam problemas sociais.

Insisto em que para o Brasil ser livre e independente deve deixar de imitar os outros e re-inventar métodos novos e adaptados aos bens que o Brasil tem de sobra, mas que não sabemos aproveitar. Só vender aos outros.

Produzir e vender , sim. Mas fazer crescer a população com uma educação libertadora, proclamada por Paulo Freire que tantos falam e poucos praticam. O sistema com seu poder de representar teatro lindo engana a todos e ainda aplaudimos.

O Brasil urge ser Brasil igual o pau brasil que encantou o ploaneta.